sábado, 15 de março de 2008

Sala do Banquete

Para um Banquete eu fui convidado
E ao lado do Rei pude estar
Não foi por honra ou merecimento
Pois nem belas roupas estava a trajar

mas o Grande Rei minhas vestes trocou
cobriu minha pobreza e vergonha
e o que me cobria era o seu amor
Por ele só por ele eu pude ali estar

Me levou, Ele me levou à sala do banquete
E os seus olhares pra mim eram de amor

Assentado em Sua mesa estou
desfrutando da Sua Presença
Fome e sede saciou
e jamais deixará que eu pereça

Cantares 2.4 e Lucas 14.15

Rose