sábado, 15 de novembro de 2008

Unidade e Diversidade - VPC



Da multidão dos que creram era só um o coração
E a alma, uma somente, uma semente
Somente uma esperança brotando dentro da gente

Nosso era o pão cada dia,
Nosso era o vinho, santa folia
O que se parte reparte a própria vida
Galho ligado à parreira, vida em comum verdadeira.

Sempre grande poder, curas, milagres de Deus.
Sempre proclamação Cristo, o Senhor, ressurgiu.

Da multidão dos que creram era só um o coração
E a alma, muita alegria, singela a vida.
Na simpatia de todos nasce a igreja de novo
Povo de Deus, sal e luz pra todos os povos.